Ariano Suassuna, comemoração e homenagens no seu sepultamento

Ariano Suassuna, comemoração e homenagens no seu sepultamento

 

crematório vila alpina

Suassuna morreu na tarde do dia 23 de Julho com 87 anos de idade
Foto: www.ebc.com.br

No dia 24 de Julho o corpo de Ariano Suassuna, poeta, dramaturgo e escritor paraibano foi enterrado em Paulista, uma região no centro de Recife. A cerimônia de seu sepultamento ficou marcada pela comoção de seus entes e admiradores que levaram muitas coroas de flores em homenagem a seu trabalho, mas quem pensa que também não houve festa está enganado, teve a participação de vários grupos de dança e folguedos da região.

Ariano Suassuna morreu na tarde do dia 23 de Julho com 87 anos de idade, a causa da morte foi parada cardíaca provocada por um problema de hipertensão intracraniana. Desde o dia 21 (segunda feira) ele estava internado no famoso Real Hospital Português na cidade do Recife. Ele estava lá por ter sofrido um AVC tempos antes.

 

Velório de Suassuna

 
Suassuna foi velado no famoso Palácio do Campo das Princesas, às 23h30min da noite.
 
Mais Notícias, Crematório Vila Alpina e Outros >>

coroas de flores

Suassuna e Eduardo Campos, também já falecido devido a um acidente aéreo
Foto Fonte: www.ebc.com.br

Na manhã do dia 24, Fernando Saburido que é o atual arcebispo de Olinda e Recife realizou a missa no velório de Suassuna. Um clima de grande comoção por parte de todos, familiares e admiradores que deixaram singelas homenagens como uma grande quantidade de coroa de flores no velório e em seu caixão. Prestaram a solene homenagem a um gênio Paraibano, que lá nasceu e passou grande parte de sua vida.

 

Luto de três dias pela morte de Ariano Suassuna

 

João Lyra, atual governador de Pernambuco determinou luto oficial de três dias pela morte de Ariano.

Suassuna ocupava a cadeira de número 32 dentro da ABL (Academia Brasileira de Letras). Após sua morte, dezenas de autoridades ficaram tristes por terem perdido uma pessoa tão especial para a academia. Entre todas estas pessoas, Renan Calheiros, presidente do senado, também Henrique Alves e a presidente Dilma Rousseff. Para participar do velório de Suassuna a presidente Dilma limpou a sua agenda para os dias seguintes. Dilma também deixou claro que o Brasil perdeu um dos maiores escritores que já teve e ela guarda bons momentos que passou junto com Suassuna.

coroa de flores

O velório aconteceu dia 24 de julho às 23h30min da noite
Foto: www.ebc.com.br

Ao velório compareceram também os governadores de Pernambuco, da Bahia e o da Paraíba. O prefeito de Recife, Ricardo Coutinho, o candidato a presidência do Brasil o senhor Eduardo Campos e demais autoridades importantes na política brasileira.

Geraldo Holando Cavalcanti foi quem ficou a cargo de representar a ABL juntamente com Evanildo Bechara.

Com dezenas de obras publicadas, peças de teatro, histórias de romances e talvez a sua mais famosa obra, o Auto da Compadecida. Suassuna nos deixou e com ele se foi uma grande parte da literatura Brasileira.